quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Uma tarde com os Masais

Quando li no livrinho do lodge os programas que podíamos fazer no Masai Mara e vi que dava para visitar uma aldeia masai logo quis ir, pois eu acho muito legal ver como as pessoas do local vivem, mesmo sendo essa visita programada para visitar uma tribo que não seja 100% primitiva e que já esteja acostumada com turistas...
Logo que chegamos o "rei" ou líder veio nos recepcionar do lado de fora da cerca de galhos. As aldeias tem o formato de círculos: um círculo central de galhos com o as vacas dentro e outro em torno deste com as casas. Esses galhos são como uma coroa de espinhos, para proteger de ataques de animais como leões por exemplo.
Essa foto abaixo é uma das minhas fotos que mais gosto, saiu meio NATGEO, adoro!

As casas são bem simples são tipo as nossas casas de taipa, só que além do barro eles usam estrume. Estima-se que existam uns 900.000 masais entre o Quênia e a Tanzânia.

Eles fazem esses furos nas orelhas que são alargados com discos, aflitivo...Agora os tecidos são muito legais, em geral puxando para o vermelho. O artesanato é lindo, muitas miçangas, tipo o cedro na mão do líder na primeira foto e alguns colares. Eles tinham algumas peças para vender. Comprei umas caixinhas.
A moeda ou meio de diferenciação de classe social do povo masai são as vacas. Essas atraem moscas, então eles consideram as moscas um símbolo de riqueza e a aldeiazinha deles é lotada delas. Agora vem a parte mais aflitiva: eles não espantam as moscas, mesmo quando elas pousam no rosto de seus bebês e crianças....Isso já causou problemas graves como crianças que ficaram cegas, pois as moscas deixaram ovinhos nos olhos delas - ui!!

Aquela hostess do lodge que eu falei, que veio de uma tribo masai e fez faculdade em Nairobi e tudo mais está fazendo um programa com outras pessoas para educar o pessoal quanto ao perigos como esse e também a manipulação de sangue nas circuncisões dos meninos e na tradicional alimentação: bebiam leite com sangue, hoje já raro também. Dizem que as mulheres também eram circuncisadas e que hoje em dia o governo proíbe e que também está sendo feito um trabalho educacional nesse sentido. Essa é a casa do líder: tem uma decoração especial.
Abaixo o interior da casa, essa é a cama. A altura no espaço lá dentro era de no máximo 1.50m.
Hoje em dia é proibido matar animais no Quênia, mas um dos traços culturais dos masais era que o jovem deveria matar um leão para se tornar um homem. Com a proibição (os leões estavam prestes a acabar) eles só podem caçar o leão marcado quando houver um. O jovem que mata um leão tem muito prestígio na sociedade.










Para saber mais sobre os masais clique aqui.Tem um livro muito interessante e verídico que vendeu 4 milhões de cópias e virou filme de uma suiça que se apaixonou por um masai e largou tudo para morar com ele - chocante!. Chama-se The white masai, tem um trailer no you tube, só que é em alemão. E nesse link tem uma entrevista com ela em inglês.

4 comentários:

  1. Que post maravilhoso! Que fotos! Que lugar! Que vontade de ir!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Paulette, acabei de decobrir seu blog...o que e isso???? maravilhoso!!!!
    Rose

    ResponderExcluir
  3. Eeee tks Rose, venha me visitar sempre!!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário aqui que o mais breve possível eu responderei com prazer!