sábado, 1 de junho de 2013

Yue Minjun na Fondation Cartier

Fomos ver a exposição do artista chinês Yue Minjun, um dos principais artistas chineses do movimento conhecido como Cínico, que tem uma visão bem crítica da sociedade e do mundo. O principal objeto de sua pintura é o riso com bocas enormes. Ele tenta mostrar  a impotência de sua geração no contexto social da China com um olhar irônico. Esse riso que se repete em seus quadros é uma crítica à  uniformização da sociedade chinesa. A exposição era ótima, e o edifício da Fundação Cartier é bem legal também. A guia do local nos atendeu super bem, uma italiana que falava francês perfeitamente e nos explicou todas as obras. Se for à Paris confira as exposições de arte contemporânea da Fondation Cartier aqui.


No subsolo, ficavam as telas em que Yue inspirou-se em quadros famosos, como esse da foto abaixo inspirado na tela de Manet, mas em que os personagens são substituídos por ele mesmo rindo. Essa tela é o  trabalho mais caro de um artista contemporâneo chinês, foi vendida em 2007 por aproximadamente 4,3 milhões de euros no Sotheby's em Londres.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui que o mais breve possível eu responderei com prazer!